segunda-feira, dezembro 31, 2007

BERTA CARDOSO - "Cruz de Guerra"

Este o fado que escolhi para despedida de 2007 e entrada em 2008, a todos desejando, essencialmente, PAZ. Essa é, de resto, a mensagem desta brilhante letra de Armando Neves, que ganhou o 1º Prémio de Poesia do Concurso Literário do Secretariado da Propaganda Nacional (1935); a música é de Miguel Ramos; a criadora deste fado foi Berta Cardoso, sendo este um dos seus fados mais emblemáticos e um dos seus maiores sucessos, e também da música portuguesa, em termos de venda e audição, à escala da época, claro está.

domingo, dezembro 23, 2007

ARGENTINA SANTOS - "Noite de Natal"

Aqui fica o meu agradecimento a Fernando Batista, que me enviou este fado interpretado pela Argentina Santos e cuja autoria se deve a Fernando Teles e a Filipe Pinto.

sábado, dezembro 22, 2007

UM NATAL MAIS EUROPEU

Recebi hoje este e-mail e não posso deixar de o partilhar convosco.

Segundo noticias hoje divulgadas, após uma breve visita de inspeção, a ASAE fechou e selou o estábulo do presépio, por objectiva falta de condições de higiene e segurança. Foram ainda encontradas várias embalagens irregulares de leite e outros produtos não embalados individualmente na origem e sem prazo de validade, que os ocupantes do presépio alegaram serem 'oferendas de pastores'. Todos estes produtos, em claro desacordo com as normas da Comunidade, foram apreendidos e serão prontamente destruídos.
A Comissão de Proteção de Menores retirou o Menino Jesus à alegada familia por falta de garantias quanto à capacidade de criação e educação por parte desta. As condições em que a criança foi encontrada indicavam precisamente isso, segundo os agentes. A criança, um menino, foi imediatamente entregue a uma instituição de acolhimento onde ficará até ser encontrado o pai biológico.
A criança foi encontrada numa manjedoura, vestida apenas com uma fralda, pelo que se suspeita de maus tratos continuados. A mãe, de nome Nossa Senhora, está obrigada a pulseira electrónica e a apresentações semanais na esquadra de Belem e o pai adoptivo, autodenominado São José, ficou em prisão domiciliária.
A vaca foi de imediato enviada a um matadouro oficial para ser abatida por suspeita de BSE. O burro assustou-se com a rusga, conseguiu fugir e foi incluído no Circo Chen. Porque só sabe zurrar e exalar um bafo quente,deverá brevemente servir de jantar aos leões...
Entretanto, na fronteira do Caia, a Brigada Fiscal deteve três individuos sem identificação que se faziam transportar em camelos. Estão em prisão preventiva por suspeita de tráfico de metais preciosos e substâncias psicotrópicas, que foram para análise, além de entrada ilegal no Espaço Schengen. Os camelos em que se faziam transportar foram apreendidos e enviados para o Jardim Zoológico, por suspeita de importação ilegal de animais exóticos.
As árvores de Natal foram proibidas pelo Ministério do Ambiente porque, no caso de serem naturais, delapidam as florestas nacionais e, se forem de plástico, são feitas a partir de combustiveis fósseis, pelo que contribuem para o aumento do buraco do ozono. As medidas já foram aplaudidas pela Quercus, Greenpeace e ambientalistas vários.
As prendas são desaconselhadas pela DECO que publicou um estudo em que prova que 85,7% dos brinquedos à venda são perigosos para as crianças, porque têm pequenas peças que se podem soltar e engolir, e para os Pais porque usam os cartões de crédito como se não houvesse amanhã... coisa que é provável que haja, não obstante a falta de conformidade dos dias com a calibragem média (é sabido que os dias de inverno se apresentam bastante abaixo do formato médio e em desconformidade com as normas do sector). A ASAE estuda o assunto pelo que não se sabe qual será o futuro dos dias.
O Pai Natal foi proibido de voar com as suas renas, por falta de homologação do plano de vôo pelo operador do sector. Aparentemente, haverá também problemas com a propulsão dos trenós, cuja homologação pela CE se encontra pendente por serem demasiado poluentes e não respeitarem os limites de emissão de determinados gases com efeito de estufa. Tal medida, aliás, tem um efeito cumulativo e ineficaz, uma vez que já tinha sido proibida a introdução de objectos pelas chaminés devido ao perigo de incêndio dos recuperadores de calor.
Também as crianças foram proibidas de porem sapatinhos e meias nas chaminés pela mesma razão. A medida foi apoiada pela Associação de Protecção à Criança, porque a ansiedade causada pela espera dos presentes pode contribuir para o stress infantil, como apontam alguns estudos norte-americanos.
O Instituto Português de Cardiologia publicou um comunicado em que alerta para os perigos da Ceia de Natal devido ao elevado consumo de fritos e açucares ricos em colesterol e bacalhau com elevado teor de sal, propondo em alternativa um jantar à base de sopa de legumes e uma peça de fruta.
Também a Liga de Defesa dos Animais publicou um comunicado insurgindo-se contra a 'habitual chacina de perus nesta epoca' e convocando uma manisfestação para o Terreiro do Paço na noite de 24 de Dezembro, onde simbolicamente alguns perus serão devolvidos à liberdade!!! (entretanto a Associação de Caçadores da Trafaria convocou uma 'batida ao peru' mas isso é outra história.....)
O Governo já declarou este como 'o mais europeu de todos os Natais', que se espera que decorra sem os costumeiros incidentes (chaminés fumegantes, Pais Natais chamuscados dando entrada nos serviços de urgência -ou SAP's- e renas com stress pós-traumático), pelo que desejou um Feliz e Tranquilo Natal a todos os portugueses. Está já nomeada com carácter de urgência uma comissão de peritos para analisar as repercussões negativas e as desconformidades do *Ano Novo,* pelo que é provavel que este ano se prolongue ou nunca mais acabe...
Um Feliz Natal e um 2008 o melhor possivel!

quarta-feira, dezembro 19, 2007

ALFREDO D. MARCENEIRO - "O Natal do moleiro"

Embora o vinil não esteja já em muito boas condições, mesmo assim acho que vale a pena partilhar convosco este belo fado, com letra de Henrique Rego, música de A. Marceneiro que também brilhantemente o interpreta.

domingo, dezembro 09, 2007

ALFREDO DUARTE JR. - "Aí vem o Natal"



Uma letra de Carlos Conde na música do Fado Cuf, para lembrar que o Natal se aproxima e desejar, com o poeta, que o Natal "venha este ano com bandeirinhas brancas para todos"...

domingo, dezembro 02, 2007

ALFREDO DUARTE e ALFREDO DUARTE JR. - "Ser Fadista"

O pai Alfredo Duarte que, no Fado, ficou mais conhecido por "Marceneiro" e o filho, Alfredo Duarte Jr. a quem, no Fado, chamaram o "fadista-bailarino", cantam esta letra de Armando Neves, sendo a música do próprio A. Duarte. Ambos cantadores e fadistas que, "cantando o Fado com altivez", muito honram o povo português.

domingo, novembro 25, 2007

FERNANDA MARIA - "Isto é Fado"



Fernanda Maria, que durante anos reinou no "Lisboa à Noite", interpreta, numa rapsódia de fados, esta história duma noite de fados, escrita por Fernando Farinha.
Neste blog http://ratorecordsblog.blogspot.com/ vai encontrar uma história exemplar (post de 4 de Out. - "Lisboa à Noite": A Descoberta do FADO), para além de muita música portuguesa e algumas raridades. Um blog excelente, como tudo o que é feito com amor...

sábado, novembro 24, 2007

ZÉ FREIRE - "Fado das Iscas"



Acho este fado particularmente saboroso... Uma daquelas letras!
Para lembrar o Zé Freire, que tanto gosto de ouvir, e espero que vocês também...

domingo, novembro 18, 2007

ANA ROSMANINHO - "Lisboa, faço questão"

Um fado de João Dias e António Chainho, na voz de Ana Rosmaninho, que tão cedo nos deixou...



domingo, novembro 11, 2007

Mª EMÍLIA FERREIRA - "Fado Corrido"

Mª Emília Ferreira é uma das consagradas cantadeiras cujo percurso artístico marcou a História do Fado das primeiras décadas do séc. XX. Contemporânea, entre outros , de Alfredo Duarte "Marceneiro", Berta Cardoso, Ercília Costa, Ermelinda Vitória, Filipe Pinto, Hermínia Silva, Júlio Proença, Madalena de Melo, Mª Albertina, Mª Alice, Mª do Carmo, Mª do Carmo Torres, Natália dos Anjos... a sua biografia, bem como a dos mais notáveis cantadores e cantadeiras do início do século passado, encontra-se num dos mais prestigiados livros da especialidade - "ÍDOLOS DO FADO", de A. Victor Machado (1937), um registo feito com intenção, permitindo ainda que todos esses "nomes perdurem na memória dos vindouros". De todos os que pertencem à História do Fado, alguns há de que já foi possível encontrar e recuperar antigas gravações, que são parte do Património Cultural Português. Refiro-me à colecção de discos "Arquivos do Fado", constituída por 6 CD's, elaborada pelo detentor de um espólio invejável de música portuguesa, nomeadamente Fado, e proprietário da Interstate Music, colecção editada em Portugal pela Tradisom http://www.tradisom.com/index.html , cujo Director, José Moças, editou também recentemente um blogue http://www78rotacoes.blogspot.com/ que tem como principal objectivo "criar um local de debate para os apaixonados" do 78 rotações.
Este fado, interpretado por Mª Emília Ferreira, encontra-se no Vol.I - Fado de Lisboa (1928-1936) - da Colecção acima referida, que regista ainda as vozes de Mª Silva, Alfredo Duarte, Madalena de Melo, Mª do Carmo Torres, José Porfírio, Ermelinda Vitória e Mª do Carmo. Os discos podem ser adquiridos on line, na Tradi-Loja, ou então na loja do Museu do Fado.
A editora deste blogue a todos deseja um especial dia de S. Martinho, comemorado com as tradicionais castanhas assadas ou cozidas, tanto faz, mas portuguesas s.f.f., regadas por uma "pingoleta", das que cantam, e tudo acompanhado ao som deste maravilhoso fado e outros, mas todos portugueses s.f.f. !
Tenha um óptimo Domingo!

sexta-feira, novembro 02, 2007








The Fado (Lisbon)

«Music washes away from the soul the dust of everyday life.»
Berthold Auerbach *
Retirado da página http://www.pbase.com/diasdosreis/image/318874/original editada pelo fantástico fotógrafo português Dias dos Reis, cujo trabalho muito admiro.

domingo, outubro 28, 2007

ERCÍLIA COSTA - "Santa do Fado"





"As pessoas ouviam-na e choravam, Ercília cantava também com as lágrimas nos olhos. Era um fenómeno de comunicação. A sua voz tinha algo de tragédia grega, a sua expressão era, diziam, a de uma santa. Assim nasce o nome de "Santa do fado", explica Eduardo Damas, autor com E. Costa deste seu fado emblemático .

domingo, outubro 21, 2007

BERTA CARDOSO - "Fado Faia"

Se Berta Cardoso estivesse ainda entre nós, completaria hoje 96 anos.

Não poderia deixar passar esta data sem, mais uma vez, lembrar com saudade essa fadista maior que tão bem sabia transmitir Fado.

São autores deste tema, originalmente denominado "Feitiço",J. Linhares Barbosa (letra) e Martinho d'Assunção (música).

sábado, setembro 15, 2007

LINA Mª ALVES - "Ponto Final"

Plat.

Deixou-nos há pouco tempo.
Aqui fica a minha homenagem à criadora de "O cigano é só meu", provavelmente o seu mais conhecido sucesso.
Contudo, hoje recordo-a cantando este fado da autoria de Alberto Rodrigues e de A. Pessoa.
A "Parreirinha", onde cantava há cerca de 40 anos, perdeu mais uma das suas figuras emblemáticas e todos nós ficámos mais pobres.

domingo, agosto 26, 2007

MADALENA DE MELO - "Fado Armandinho"

Madalena de Melo canta um fado da Autoria de Armandinho. Ambos tiveram um papel preponderante na divulgação do Fado, formando com os também insignes João da Mata, Martinho d'Assunção e BERTA CARDOSO, o Grupo Artístico de Fados, responsável, no dealbar dos anos (19)30 por dar a conhecer a Canção Nacional, entre outras, em terras de Angola e Moçambique .

quinta-feira, agosto 02, 2007

Renovação do Fado



Pois... não é de agora nem é novidade. Já em 1946 se faziam tentativas de "renovação estética do Fado". E assim é que, esta Guitarra de Portugal de 1 de Junho de 1946, noticia em 1ª página a ida ao Porto da "maior representação fadista dos últimos tempos com o elenco de oiro da empresa Monumental e Sala Júlia Mendes", tendo como figura de topo Berta Cardoso; destaco ainda os nomes de Maria Carmen, Quinita Gomes e seu par Frutuoso França, Noémia Cristina e seu marido Jaime Silva, Ana Lala e seu companheiro Gabino Ferreira e ainda os instrumentistas Martinho d' Assunção e Francisco Carvalhinho.
Posted by Picasa

quarta-feira, agosto 01, 2007

CARLOS ZEL - "Nossa Senhora do Fado"

Um fado que é uma prece- "Guarda e protege os fadistas, N. Srª do fado!"
A voz de Carlos Zel, letra de Hortense V. César, música de "Vianinha".
Que Nossa Senhora ouça Carlos Zel !

quinta-feira, julho 19, 2007

FILIPE PINTO - "Minha mãe foi cigarreira"




Filipe Pinto canta, de sua autoria, esta letra em que sobressai algum jogo de palavras e em que, provavelmente para os mais novos, fica a interrogação do que seria isso de se ser cigarreira!?...

BrancoeNegro1897

terça-feira, julho 17, 2007

quarta-feira, julho 11, 2007

RAUL PEREIRA - "Saudoso Fado"


A música é de Miguel Ramos, a letra de Clemente Pereira; canta Raul Pereira.

terça-feira, julho 10, 2007

MARIA AMÉLIA PROENÇA - "Grata ofensa"

Mª Amélia Proença canta este fado com letra de Jorge Rosa e música de José Bacalhau.


sábado, julho 07, 2007

FRUTUOSO FRANÇA - "Um fadista"

A letra é de Gabriel de Oliveira, a música, de Manuel Soares Portugal, a voz, do fadista Frutuoso França.

MARIA JOSÉ DA GUIA - "Fado da minha saudade"

Recordando, com saudade, Mª José da Guia num fado da autoria de Fernando Peres e de Francisco José Marques.

quarta-feira, julho 04, 2007

JÚLIO VIEITAS - "Ser Fadista"

Cantador e letrista, Júlio Vieitas interpreta este fado com letra de sua autoria e música de Armandinho.

segunda-feira, junho 25, 2007

BERTA CARDOSO - "Noite de S. João"

Um fado da autoria de J. Linhares Barbosa e de José Marques, interpretado por Berta Cardoso, "A voz de oiro do fado". As fotos de Lisboa são de Dias dos Reis http://www.pbase.com/diasdosreis/root

domingo, junho 24, 2007

ANTÓNIO ROCHA - "De quem são as chinelinhas?"

Um fado de Manuel Pardal e de Armandinho, respectivamente, letra e música. Canta António Rocha.

quinta-feira, junho 21, 2007

MARIANA SILVA - "A minha sina"

Este foi o primeiro fado gravado por Mariana Silva, aos 17 anos. A letra é de Henrique Rego e a música de Alfredo Duarte "Marceneiro".
Acerca desta fadista, há vários postais que pode consultar no blog www.fadocravo.blogspot.com

domingo, junho 10, 2007

HERMÍNIA SILVA - "Fado das Toiradas"




Um vídeo da EradoGramophone http://www.youtube.com/user/eradogramophone, a recordar Hermínia Silva, no Fado das Toiradas, de Luís Galhardo e Hugo Vidal.

DIAMANTINA - "Fado & Lusitano"





Este vídeo é um diamante:


Diamantina interpreta "Foi na Travessa da Palha", um fado com letra de Gabriel de Oliveira e música de Frederico de Brito, do repertório de Maria Alice, mas que habitualmente se diz ser do repertório de Lucília do Carmo.

O Lusitano dança...

Deus existe!

quinta-feira, junho 07, 2007

Charanga da G.N.R.

Uma "reportagem" muito tremida de uma minúscula parte da Procissão do Corpo de Deus que, hoje, teve lugar em Lisboa. A abrir a Procissão, a fantástica Charanga a cavalo da GNR que, entre outros, executou este tema que contém a seguinte prece: "Nossa Senhora...faz com que a guerra se acabe na Terra..."
Uma prece universal, creio eu.

terça-feira, junho 05, 2007

GABINO FERREIRA - "Ri sempre"

Gabino Ferreira nasceu no Porto em 1922 tendo, por isso, ficado conhecido pelo "Miúdo do Bonfim". Em 1942 veio para Lisboa onde cantou em vários restaurantes típicos. Em 1946 participou no espectáculo "Portugal a cantar" que deu origem ao programa radiofónico "Voz de Portugal". Retirou-se da vida artística no auge da carreira. De entre muitos dos seus êxitos, lembro "Vamos para as hortas", "Lenda da Amendoeira", "Ri sempre" e "O Fado está doente", todos com música da sua autoria e letra de Carlos Conde.

domingo, maio 27, 2007

FERNANDO FARINHA - "Voz do Fado"

Um fado na voz de Fernando Farinha,que é também autor da letra, música de Casimiro Ramos.

terça-feira, maio 22, 2007

FLORA PEREIRA - "Antes só"...

...do que mal acompanhada!
Um fado da autoria de Artur Ribeiro, criação de Flora Pereira.
Artur Ribeiro tem uma página www.arturribeiro.blogspot.com, editada por Regina Gonçalves que apresentará tese de mestrado acerca deste poeta,compositor e intérprete.
Flora Pereira, uma fadista da "velha guarda", que se estreou em 1948 na E.N., no programa "Do céu caiu uma estrela",cantou fado pela primeira vez na "Parreirinha de Alfama" a cujo elenco pertenceu durante vários anos, continua a cantar muito bem e a ser uma boa companhia...

JÚLIO PERES - "Coração em férias"

Um poema de António Botto e música de Júlio Proença na voz singular de Júlio Peres.
Para todos os corações que andam mesmo a precisar de férias... e para os outros também, é claro!

domingo, maio 20, 2007

CASCAIS


Um "castelo" à beira-mar. Casa Palmela com sinais de festa e a Praia da Duquesa já com alguns primaveraneantes ansiosos por adquirir aquele sofisticado tom bronzeado que pretende distinguir qualquer coisa de que não me lembro muito bem...
Que magnífico é este cantinho do mundo!...
Posted by Picasa

quarta-feira, maio 16, 2007

CIDADES FLUTUANTES


Duas "cidades" ancoradas no porto da cidade de Lisboa - o Queen Mary 2 e o Navigator of the Seas que aportou hoje de manhã, devidamente saudado com fanfarra e "champagne"...
Dignos de uma vista in loco!
Posted by Picasa

quinta-feira, maio 10, 2007

CARLOS RAMOS - "Oração à Nazaré"

Nazaré, tradicional vila piscatória e praia de banhos conhecida internacionalmente, situa-se na Costa de Prata (litoral oeste) e pertence ao distrito de Leiria. A sua beleza natural e tipicismo, que desde sempre atraíram visitantes nacionais e estrangeiros, inspiraram também artistas das mais variadas disciplinas. Lembro, a propósito, o filme de José Leitão de Barros "Nazaré, Praia de Pescadores", estreado em 1929.
Nazaré foi também inspiração para Frederico de Brito, que escreveu esta letra que Carlos Ramos interpreta; a música é de Jaime Santos; um fado-oração a lembrar a praia da Nazaré onde, nesta época quase estival, já bem sabe dar uma passeata refrescante no picadeiro .


Um fado pouco conhecido e "misterioso", interpretado por Carlos Ramos.


VÍDEO DE HOMENAGEM

Nota biográfica:

Alfacinha de gema, Carlos Ramos tornou-se num dos fadistas mais queridos do público português, graças à sua voz quente e à sua postura modesta e discreta - e ao anormal número de grandes êxitos que teve, aliás ligados à popularidade crescente do disco e da televisão, meios de comunicação que explorou com grande sucesso no início da década de sessenta. Contudo, poucos se recordam que, apesar da sua apetência pelo fado vir de criança, só tardiamente Carlos Ramos o abraçou como carreira a tempo inteiro.De facto, Ramos gostava de ficar a ouvir o fado nas tascas de Alcântara, bairro onde nasceu em 1907, e foi como guitarrista acompanhante que iniciou carreira, aprendendo a tocar guitarra portuguesa na adolescência, nos intervalos dos estudos liceais. Estudou para médico, mas a morte do pai, com apenas 18 anos, obrigou-o a trabalhar para sustentar a família, dedicando-se à radio-telegrafia, ofício que aprendera no serviço militar e do qual faria carreira profissional. Continuava, contudo, a tocar e cantar nas horas vagas, primeiro apenas como acompanhante (nomeadamente de Ercília Costa numa digressão americana) depois também como fadista em nome próprio, acompanhando-se a si próprio à guitarra, acabando, a conselho de Filipe Pinto, por se profissionalizar como cantor em 1944. Estreou-se então no Café Luso, no Bairro Alto, criando Senhora do Monte o seu primeiro grande êxito.Ao longo da sua carreira, Carlos Ramos viria a especializar-se no fado-canção, género inicialmente pensado para os palcos de revista, e no qual conseguiria alguns dos seus maiores êxitos: Não Venhas Tarde e Canto o Fado. Frequentador regular das casas típicas de Lisboa durante as décadas de quarenta e cinquenta, fez também uma breve carreira internacional, participou em revistas e filmes e tornar-se-ia em 1952 artista exclusivo da casa de fado Tipóia, ao lado de Adelina Ramos, de onde sairia para, em 1959, abrir a sua própria casa, A Toca, experiência cujo sucesso não correspondeu às expectativas. Uma trombose ocorrida em meados da década de sessenta viria terminar abruptamente a sua carreira artística. Ramos morreria alguns anos mais tarde, em 1969.

(in http://www.macua.org/biografias/carlosramos.html)

domingo, maio 06, 2007

NATÁLIA DOS ANJOS - "O VELHO E O NOVO"

Este blog trata essencialmente de fado, embora aqui tenham lugar outros assuntos. Ao longo destes dois anos, foi dado algum relevo especial à figura que determinou a criação deste espaço - BERTA CARDOSO - e do site http://www.bertacardoso.com/, sem nunca se deixar, porém, de lembrar outros nomes da cultura portuguesa, nomeadamente da canção nacional. Sempre desejei ter som no blog, porque acho que a melhor maneira de divulgar a música, seja ela qual for, é fazê-la ouvir. Por diversas razões, fui adiando o projecto, mas eis que finalmente vou poder "mostrar-vos" a voz e a imagem dos cantadores e cantadeiras de quem tenho alguns registos. É um trabalho amador, até no verdadeiro sentido do termo, devendo a vossa generosidade suprir alguma falta de qualidade verificada.
Os últimos quatros posts pertencem ainda ao período experimental desta fase sonora; agora, embora tecnicamente nem sempre as coisas me corram ainda muito bem, vou arriscar no cumprimento deste objectivo de divulgação do fado e dos seus intérpretes, dos mais aos menos conhecidos.
Espero que todos gostem tanto como eu.
Hoje, vamos ficar com NATÁLIA DOS ANJOS e um fado que, não sendo dos mais conhecidos do seu repertório, tem uma letra, de David José, muito divertida... a música é de Jaime Santos. A escolha é "O velho e o novo".

domingo, abril 29, 2007

BERTA CARDOSO - Fado Antigo

Este fado, posteriormente intitulado Perna de Pau, é da autoria de Amadeu do Vale e de Raul Portela. Foi uma criação de Berta Cardoso na revista "Olaré, Quem Brinca".

Amor é água que corre - A.MARCENEIRO

Um fado da autoria de A. César Barbosa e de A.Duarte.
À guitarra J. Pracana e Fontes Rocha e à viola F. Peres (Paquito).
E, não se esqueçam: Amor também pode ser "um fogo que arde sem se ver"... Pois é, "se tão contrário a si é o mesmo Amor" como não há-de o Amor ser ComTradição?!...

sábado, abril 28, 2007

VOLTA - BERTA CARDOSO

Agradeço a Rogério Santos, editor do site www.industrias-culturais.blogspot.com/, ter visionado a sessão de encerramento da exposição sobre Berta Cardoso, que decorreu, em 21 Out.2006, no Museu do Fado.
Este fado - VOLTA - da autoria de Frederico de Brito e de Raul Pinto, foi um dos êxitos de Berta Cardoso, nos anos (19)30, aqui sendo reproduzida em gravação da época. Uma raridade!

quarta-feira, abril 25, 2007

"O Fado é uma canção livre"...

... diz José Luís Gordo em entrevista à SPA
Assim é, de facto. O fado, canção urbana e popular por excelência, resistiu durante décadas trocando as voltas à Censura... Era a canção que, ao povo, dava voz. Paradoxalmente, após o 25 de Abril, o Fado viveu alguns dos seus piores momentos e, quando digo Fado, nele incluo fadistas, compositores e todos os amantes de fado. Porém, resistiu e os seus detractores de então renderam-se à inevitabilidade da sua imprescindível existência. Presentemente, é a bandeira da nossa Portugalidade, a manifestação cultural proposta à UNESCO como Património Imaterial da Humanidade.
Hoje celebramos, em Liberdade, a Liberdade que, institucionalmente, resgatámos há 33 anos, através de um golpe de estado que ficou conhecido como a Revolução dos Cravos.
Grândola Vila Morena é um dos temas emblemáticos dessa Revolução. Da autoria de Zeca Afonso, aqui o têm na voz fadista de Maria da Fé.
Posted by Picasa

sábado, abril 21, 2007

GUITARRA DE BEIJOS


















O fado pode cantar-se acompanhado ao piano, acordeon, saxofone, com orquestra ou como quiserem... mas parece-me que o instrumento próprio do fado, o que melhor define a sua individualidade é, sem dúvida, a guitarra portuguesa, instrumento com o qual a mítica Severa se fazia acompanhar quando cantava o fado.
Esta associação de um instrumento próprio a certo tipo de canção não nos parece redutor, como alguns sustentam, nem é, de resto, único - ao flamenco associa-se a guitarra espanhola, ao tango argentino o bandoneon, à musette o acordeon...
Para ser fado, tem que haver uma guitarra a trinar...
Mas também pode ser uma Guitarra de beijos
Numa guitarra de beijos
Fui fadista, improvisei
As canções que ando a cantar.
Saudades feitas arpejos
Do fado a que me entreguei
Para o servir e amar.

Misturei-me com tunantes,
Pus a decência de lado,
E fiz das esquinas mirantes
De onde vi passar o fado.
Paira um perfume de vielas
No seu cabelo a brilhar,
Eu cheiro a sonho e a luar
E nos meus olhos há estrelas.
... ... ... ...
Júlio de Sousa

(Foto de Berta Cardoso, 1970)

segunda-feira, abril 16, 2007

Dia Mundial da VOZ





















Uma VOZ singular, que ficou conhecida como a "A Voz de Oiro do Fado".
"Uma voz de oiro, que encanta, que faz vibrar e nos dá em melodias sem par toda a beleza da canção portuguesa. Sentimento e expressão, limpidez e ternura - tal é a voz de Berta Cardoso, que canta o fado sem fatalismos nem desgraças, tornando-a uma canção de harmonia e beleza dominadoras."
Uma Voz de oiro que foi a Alma do Fado- BERTA CARDOSO.
Para ouvir essa Voz e saber mais acerca desse nome maior do Fado, aceda ao site www.bertacardoso.com

domingo, abril 15, 2007

As Bordadoras

Imagem retirada de http://www.madeiraislands.travel/pls/madeira/wsmwhom0.home

Porque hoje é Domingo, o tema do meu post volta a ser a Ilha da Madeira, aqui lembrada através da magnífica canção "As Bordadeiras", interpretada por Max, como só ele o sabia fazer.
Esta "jóia" da canção nacional deve-se à inspirada co-autoria protagonizada pelo próprio Maximiano de Sousa, por Fernando Carvalho e Nelson de Barros.

Minha Madeira, ó meu encanto!
P'ra te cantar, eu sou profano
Jóia que Deus, num dia santo,
Deixou cair no oceano.

Como tu, não há nenhuma
E, nas noites sonhadoras,
Bordam das ondas a espuma
Os dedos das bordadoras. Posted by Picasa

sábado, abril 14, 2007

APASSIONATA

A homenagem apaixonada ao cavalo, uma das mais belas e nobres criaturas do mundo.
Um espectáculo grandioso, no Campo Pequeno, com cavalos Lusitanos, Andaluzes, Frísios, Árabes, Islandeses, Quarter e póneis Shetland.
Um espectáculo de emoções!
Posted by Picasa

sexta-feira, abril 13, 2007

INSULTO ou GOZAÇÃO ?











Só queria aqui deixar esta pergunta:

O que é que o Cristiano Ronaldo faz de tão extraordinário que mereça ganhar 900.000 € por MÊS ?
Ouvi a notícia hoje, no tele-jornal, sem mais explicações e fiquei a pensar que devo é andar fora de jogo!...

Vão lá gozar...



quinta-feira, abril 12, 2007

Mestre Sócrates







Assisti ontem, com alguma perplexidade, à "entrevista" do Sr. P.M., cujo objectivo era unicamente o de apurar se, de facto, Sócrates mentiu relativamente ao grau académico que declarou ter ou se, de algum modo, foi favorecido na obtenção do mesmo.
É espantoso que seja esta a questão crucial do momento, que traz os portugueses tão preocupados e que a oposição quis transformar na questão nacional, embora, claro está, esta demanda não seja despicienda...
À falta de produção de prova pela acusação, Mestre Sócrates provou à vontade a sua razão, que detém licenciatura em engenharia e um MBA, afirmando mesmo orgulhar-se do seu percurso académico.
Quem levantou esta lebre, acabou por não lhe acertar...
É que, para ser um caçador de sucesso, é necessário ter bons cães, boas armas, boa pontaria, ser mais astuto que a lebre e, principalmente, nascer para isso!
Parece-me de toda a justiça que se reconheça a sageza do Engº Sócrates que, a tempo, percebeu não ter nascido para ser mais um vulgar engenheiro civil, mas sim um talentoso político.
Outros há que estão convencidos que nasceram para ser políticos, mas, quem sabe ?, não seriam brilhantes engenheiros...
É que, meus senhores, como dizia o grande Armando Neves numa letra que escreveu para o repertório de Berta Cardoso,
Cada qual é para o que nasce
Moravam, por sinal, no mesmo prédio,
um na mansarda, outro no rés-do-chão,
certo senhor doutor corado e nédio
e um sapateiro magro como um cão...


O doutor em Direito era formado;
porém, não era nada inteligente.
Cansava-se de esp'rar este advogado:
-não lhe batia à porta um só cliente !

Bastante inteligente, o sapateiro,
mas muito mau no ofício, por azar,
também levava a esp'rar o dia inteiro:
-nem meias-solas tinha p'ra deitar!

Um dia, o advogado, em voz chorosa,
ao sapateiro expôs suas razões...
Tiveram uma ideia luminosa
e trocaram, então, as profissões.

Com muitas encomendas de calçado,
fez-se o advogado artista de sovela,
- enquanto o sapateiro, em advogado,
suava p'r'atender a clientela!...

Tem esta breve história uma moral:
com ela uma lição talvez se deu...
- Pois cá por este mundo, cada qual
muitas vezes não é p'r'ó que nasceu!

terça-feira, abril 10, 2007

Ilha de encanto e beleza

FUNCHAL - Imagem retirada de
http://www.pbase.com/image/36789275

A minha cyberamiga, amaliana, docente e fadista Valéria Mendez, editora do blog http://www.fadista-valeria-mendez.weblog.com.pt/ encontra-se, há algum tempo, no Continente e, como é de calcular, cheiinha de saudades da sua querida Madeira, motivo bastante para aqui recordar, mesmo sem som, a acariciante voz de Maximiano de Sousa, que ficou conhecido por Max, e o tema Ilha da Madeira, da autoria de Artur Ribeiro e de Mário Gonçalves Teixeira.

Quando te deixei, Madeira
Eu trouxe como bagagem
Saudades p'rá vida inteira
E um beijo teu p'rá viagem
Agora moro ao abrigo
Desta Lisboa encantada
Que, quando sonho contigo,
Parece cantar comigo
Esta canção magoada

Minha Madeira querida
Tão pequenina e garrida
Cheia de luz e de cor
Ilha de encanto e beleza
Linda terra portuguesa
Por quem quis ser trovador

Minha Madeira velhinha
És um ninho de andorinha
Vogando no mar sem fim

No meu cantar de saudade
Eu peço a Deus que te guarde
Inteirinha para mim. Posted by Picasa

Desculpem-me a liberdade do sublinhado, mas acho que, quanto mais não fosse, só a imagem contida nesses dois versos valem o poema.
Difícil é escrever coisas simples!... Complexa é a Simplicidade!...

segunda-feira, abril 09, 2007

Janelas enfeitadas

Parabéns, Flora Pereira! Que continue a cantar tão bem como sempre cantou, ainda durante muitos anos. Em sua homenagem, relembro aqui este fado, que foi uma das suas criações, com letra de Linhares Barbosa e música de Casimiro Ramos.

Não sabes porque enfeito estas janelas?
Enfeito-as só por ti, fica sabendo
Os olhos desta casa são só elas
Quero que elas sorriam em te vendo

Os laços cor-de-rosa, nas cortinas,
Craveiros, em dois vasos, encarnados
Canta um canário, a horas matutinas,
Uma canção de beijos repicados

As grades, nas janelas, torna-as feias
Nem mesmo requintadas tabuínhas
Janelas dessas lembram as cadeias
Quero que o sol e a lua entrem nas minhas

Quero poder mostrar-te, quando passas
Gradeamentos são para os escravos
Por isso é que eu enfeito estas vidraças
Por ti é que eu cultivo rubros cravos. Posted by Picasa
Tenha um bom dia e até logo, nos fados!

sábado, abril 07, 2007

DIA DE PÁSCOA

É difícil encontrar algum tema que não tenha sido registado em uma letra de Fado. Nisto reside também a riqueza e a grandeza deste cantar português, que o povo estima e cultiva e que faz parte do nosso Património Cultural, orgulho de todos os Portugueses.
A todos desejando uma Santa Páscoa, partilho convosco este fado alusivo ao dia de hoje.
(letra e música - D.P.; intérprete- Frutuoso França)

Esta história passou-se entre crianças
No Rossio, ali perto ao Monumento
Esvoaçavam alegres pombas mansas
E um velhinho oferecia-lhes alimento

Era dia de Páscoa e muita gente
Se juntou para ver o bom velhinho
Enquanto uma menina, meigamente
Dava amêndoas a um pobre rapazinho

O pai, que estava ao pé, indagar quis
Vendo o gesto da filha, humana e boa
E perguntou: -Conheces o petiz?
- Eu não, querido paizinho, mas perdoa

Vi-o tão pobrezinho, com atenção
Vendo as pombas comerem, coitadinho
Notei que tinha fome e dei-lhe então
Minhas amêndoas todas, meu paizinho

O pai diz-lhe: -Só quero abençoar-te
Pela tua nobre acção de humanidade
Bendito seja sempre quem reparte
Pelos pobres a santa caridade.
Posted by Picasa

FADO no CASINO ESTORIL

Efeméride.
Parece-me absolutamente justo que, desta ou de outra maneira, se lembre o nome e preste homenagem ao grande fadista que foi e é Carlos Zel, que prematuramente nos deixou. Por ele, e também para ouvir alguns dos fadistas anunciados, lá fui à Gala, bem sabendo que não seria uma noite de fados, nem do mais típico nem do mais tradicional...
Ora anotem- iniciou-se a noite com um bem português Welcome Drink no Du Arte Lounge ao mesmo tempo que no átrio, que serve este espaço e o acesso ao Salão P. eP., funcionários da imprensa se atarefavam em registar os primeiros momentos altos da noite: a chegada dos trabalhadores da empresa Jet 7, liderados pelo assessor principal Botox e respectiva Lady Whatever. Foi um momento very special este em que esses reconhecidos amantes de fado e estúrdia emprestaram as suas imagens às objectivas dos repórteres, assim simbolizando o povão presente em todos e em cada um de nós. Seguiu-se o jantar, servido no Salão Preto e Prata, cuja ementa só pecou por ser tão genuinamente portuguesa: canoa de papaia com camarões mar(in)ados ; creme aveludado de espargos frescos; naco de vitela grelhado com emulsão de poejos; bolo de amêndoa e gila com leque de abacaxi... francamente! é sempre a mesma coisa. Fartos de papaia e abacaxis andamos nós e de camarões e de emulsões, nem se fala! doces conventuais, então, é demais e com leque por causa dos calores... para esquecer. Não se lembraram de apresentar uma ementa mais original e europeísta, tipo pastelinhos de bacalhau à espanhola para começar o despique, um caldo verde francês para fazer cama a um very british patinho no forno a desgarrar com uns grelinhos cozidos e um puré de batata e depois um toucinho do céu holandês, tudo regado pelos vinhos além-tejanos que até não estavam mal escolhidos... Enfim, não me consultam, é o que dá... De realçar que o repasto foi acompanhado por música de fundo, primeiro um par de acordeões a recordar a chanson de vaudeville do Bairro Alto, depois uma pianada Alfamada, por Mestre Gama e, finalmente, directamente da Móraria, o conjunto "Lusitânia Ensemble" (pois!...) a esgalhar um género fado-câmara...
Depois vieram então os fados e os fadistas, todos eles trazidos pela mão simpática do apresentador e também cantador Miguel Sanches (ou será Sanchez?). Nada digno de registo, à excepção do som, que estava e se manteve péssimo toda a noite, e de duas particulares intervenções- a de M. C. du Carmo e a do cantador Rodrigo. O primeiro foi lá para fazer desde já a divulgação do seu próximo CD que, segundo o próprio, inclui poemas de grandes poetas portugueses, nomeadamente de Nuno Júdice, "actualmente um dos 5 melhores poetas mundiais" (C. du Carmo dixit); e depois, acrescentou, "não se queixem de que não há poetas a escrever para fado... ". Eu só quero perguntar: -Conhecem a obra do Júdice?
Ponto alto da noite foi, sim senhor, a actuação de Rodrigo. Brindou-nos com um fado tradicional a vestir o belo poema de Linhares Barbosa "É tão bom ser pequenino", fado que interpretou magistralmente e que dedicou a todos os poetas, músicos e amantes do fado.
Nunca se perde a noite quando, pelo menos, se ouve um fado que diz assim:
"É tão bom ser pequenino
Ter pai, ter mãe, ter avós
Ter esperança no Destino
E ter quem goste de nós"
D'accord?

sexta-feira, abril 06, 2007

FADO-SAURA


Imagem inédita do Documentário Fado, do português Saura e onde se podem ver, para além dos também portugueses Lila Downs, Caetano Veloso, Cesária Évora e Toni Garrido, a andaluza Mariza e o brasileiro do Carmo, ambos, como se verifica, em 1º plano e os restantes, portugueses, em 2º plano como é costume, com outros figurantes, i.é, FIGURÕES...
Olé Fado!... Arriba la Lolita!
P.S. Se quiserem o contacto do fadista Plácido Domingo, enviem-me um mail que eu de imediato o contactarei. Parece-me justo que ele entre também no filme e, que diacho!, o milhão de euros recebido deve dar ainda para pagar ao homem, ou não ?; Carlinhos, deixem de ser unhas de fome, vá lá! Por Deus! fazerem um filme sobre Fado sem esse fadista é loucura... Já bem basta terem-se esquecido de outros grandes nomes da canção nacional, não é?... Habilitam-se a que a UNESCO não deixe o Fado ser elevado a Património Imaterial da Humanidade e lá vai todo este vosso trabalhão e sacrifício por água abaixo. Sim, porque todos nós sabemos como a vida está cara e quão parco é o vosso cachet... e reconhecemos todo o sacrifício que têm feito só por amor à arte, ao fado e a Portugal . BEM HAJAM!
Posted by Picasa

domingo, abril 01, 2007

Quando Fado acontece


A letra é de Artur Ribeiro e a música de João Mª dos Anjos

Nem sempre acontece fado
No cantar estilizado
Que sai de cada garganta
E às vezes nada acontece
Porque quem cante se esquece
De dar sentido ao que canta.

Quem canta, nem sempre tem
Razões para amar alguém
E às vezes nunca sofreu
E, sem nunca ter vivido,
Como pode dar sentido
Ao que o poeta escreveu?

Mas, se acontece o contrário,
Nós temos por fadário
Amar, amar sem medida
E então acontece fado
E cada verso cantado
Fica transformado em vida!
Posted by Picasa

sexta-feira, março 30, 2007

Ser BENFIQUISTA


Esta dos ecopontos do Benfica tem graça!... Significa, talvez, que mesmo o lixo benfiquista é reciclável!...
Eu, que de football nada entendo, adoro, porém, este Hino do Benfica que ouvia cantar na belíssima voz do LUÍS PIÇARRA...
E fico sempre à espera de ver um campo de papoilas saltitantes!

Sou do Benfica
E isso me envaidece
Tenho a genica
A que qualquer engrandece
Sou dum clube lutador
Que na luta com fervor
Nunca encontrou rival
Neste nosso Portugal

Ser Benfiquista
É ter na alma
A chama imensa
Que nos conquista
E leva a palma
À luz intensa
Do sol que lá do céu
Risonho vem beijar
Com orgulho muito seu
As camisolas berrantes
Pelos campos a vibrar
São papoilas saltitantes !...

Posted by Picasa

terça-feira, março 27, 2007

Um soberbo quadro!


Ver Lisboa e além-Tejo, do adro da Igreja de Stº Estêvão, lembrando a letra do fado homónimo, escrita pelo inspirado Gabriel de Oliveira...
"Na Igreja de Stº Estêvão
Junto ao cruzeiro do adro
Houve, em tempos, guitarradas
Não há pincéis que descrevam
Aquele soberbo quadro
Dessas noites bem passadas."

Limpa a vista e faz bem! Mas também faz saudades...

"Mal que batiam Trindades
Reunia a fadistagem
No adro da santa igreja
Fadistas, quantas saudades
Da velha camaradagem
Que já não há quem a veja!"

Só nos resta esperar por melhores dias, pelo milagre do Santo...

"Stº Estêvão, padroeiro
Desses recantos de fama
Faz o milagre sagrado
Que voltem ao teu cruzeiro
Esses fadistas d'Alfama
Que sabem cantar o fado!"

Amén!
Posted by Picasa

sexta-feira, março 23, 2007

Fado.site.list

















Ontem descobri, não 1, mas 5 sítios onde o tema principal é o FADO.
Três desses sítios são editados pela musicóloga Regina Gonçalves que defenderá brevemente, em data a anunciar, a sua Tese de Mestrado Fiz Leilão de Mim: A Carreira de Artur Ribeiro no Portugal do Estado Novo.


http://arturribeiro.blogspot.com/

http://miguelramosbiografia.blogspot.com/

http://guitarristasdefado.blogspot.com/

Os outros dois sítios, um de domínio português, outro brasileiro, mas ambos Portais, são também de grande interesse e de visita obrigatória, na minha modesta opinião.
http://www.portaldofado.net/index.php?option=com_frontpage&Itemid=1

http://www.portaldofado.com.br/

Motivo não falta para falar de Fado. Ainda há muito por dizer, muitos de quem falar, muita investigação a fazer...

É tão bom viver o Fado!
Posted by Picasa

quinta-feira, março 22, 2007