domingo, outubro 28, 2007

ERCÍLIA COSTA - "Santa do Fado"





"As pessoas ouviam-na e choravam, Ercília cantava também com as lágrimas nos olhos. Era um fenómeno de comunicação. A sua voz tinha algo de tragédia grega, a sua expressão era, diziam, a de uma santa. Assim nasce o nome de "Santa do fado", explica Eduardo Damas, autor com E. Costa deste seu fado emblemático .

6 comentários:

José Moças disse...

Como amante das gravações antigas de fado estou a visitar este blog vcom alguma regularidade e hoje achei por bem enviar esta pequena mensagem para felicitar o seu autor. Como ele deve saber editei um CD que contém algumas das gravações da Ercília, sempre acmpanhada pelo inimitável Armandinho. Gostava de lhe pedir que me contactasse para o meu email pois gostava de trocar algumas informações sobre este asunto. Aqui fica o meu contacto info@tradisom.com.
José Moças

Anónimo disse...

Realmente esta divulgação que faz é extraordinária. Referimos, para informação geral, que o investigador Jorge Trigo editou há dois anos em separata numa revista sintrense uma biografia de Ercília Costa.
Parabéns ao Fado Cravo!
Flores de Verde Pino

Anónimo disse...

Que estranha forma de se referirem a esta fadista:ouvi-la fazia chorar. Que tristeza e ao mesmo tempo é estranho e aterrador!
M. L. Castanheira

Anónimo disse...

De quando em vez faço uma revisão geral pela net e passo por alguns sites e blogs. De quando em vez deixo um coemntário. Este post despertou-me o interesse. Gostaria de saber se tem mais dados desta fadista, entre que datas cantou, quando nasceu e se já faleceu, etc. Ou se sabe onde posso ir procurar? Vi aqui referida uma publicação, onde a posso encontrar?
Pedro Almiro

Fadista disse...

Aproveito o comentário do Sr. Pedro Almiro para esclarecer o que, já há algum tempo, devia ter esclarecido. Desde que iniciei este blog, ambicionei poder "editar" as vozes de que falava, o que até há bem pouco tempo não foi possível por questões que se prendem com a minha incapacidade técnica. Ora, em Abril deste ano, descobri o YouTube,que me dava a oportunidade de fazer pequenos vídeos e editá-los no meu site, ultrapassando, assim, as dificuldades em editar som... Desde então, não tenho parado de divulgar as Vozes do Fado,lembrando-as e prestando-lhes homenagem, na linha dos que defendem, sem complexos,que "há mais fado para além de Amália"...
Acontece que o n/ amigo Vitor Marceneiro, no seu blog http://lisboanoguiness.blogs.sapo.pt/, de que aconselho a consulta, tem um trabalho semelhante, mas mais completo, editando usualmente uma nota biográfica dos fadistas que recorda, o que já aconteceu com Ercília Costa; por isso o remeto para o blog do V. Marceneiro, onde de certo encontrará resposta às suas questões.
Qtº à citação, é de um texto de Eduardo Damas, no LP Museu do Som-Ercília Costa.
Aproveito para agradecer a todos quantos me visitam, mas especialmente a minha gratidão a todos os que se "dão ao trabalho" de comentar, o que é sempre muito motivador. Bem hajam!

José Moças disse...

Li o comentário do Pedro Almiro e posso informá-lo de que existe um CD com gravações só da Ercília Costa, acompanhada do grande guitarrista Armandinho e que eu editei há um bom par de anos. Se quiser pode consultar em http://www.tradisom.com. Apesar de ser eu o editor acho que é minha deixar aqui esta indicação, pois não vou ficar mais rico por vender um CD...