sexta-feira, março 31, 2006

RECORDAÇÕES














Na Parreirinha de Alfama, os fadistas BERTA CARDOSO, Lina Mª Alves e Alfredo Marceneiro. Posted by Picasa

domingo, março 26, 2006

CARTAZ...


















... onde se anuncia uma Grandiosa Festa de Fados realizada em Apelação, a 23 de Março de 1946 e na qual participaram os fadistas BERTA CARDOSO, Madalena de Melo, Frutuoso França e Manuel dos Santos.
BERTA CARDOSO
é assim anunciada: " A mais linda voz de Portugal, artista consagrada que o teatro reclama, deliciará o público com os seus melhores números, dotados duma beleza atraente e alberga um «coração de oiro»."
www.bertacardoso.com
Posted by Picasa

POSTERS

















De RAFAL OLBINSKY, 3 posters, um alusivo à ópera Carmen, de Bizet e o outro à Aida, de Verdi; o terceiro, uma homenagem a Leonardo.
http://www.poster.com.pl/olbinski-1.htm

domingo, março 19, 2006

quinta-feira, março 16, 2006

ACERCA DE BERTA CARDOSO




















Um artigo escrito há algumas décadas por Mª de Lourdes Carvalho, conhecida autora de várias letras de fado e responsável pela produção do novo álbum do fadista Gonçalo Salgueiro "Segue a minha voz". Posted by Picasa
Sobre Berta Cardoso, pode consultar o site http://www.bertacardoso.com



















Doris Arellano



















Abelardo López Moreno Posted by Picasa

domingo, março 12, 2006

OUTRO FADO


















A LUA E O CORPO
Eis que a lua devagar te vai despindo
Atrevendo uma carícia em cada gesto
De igual modo é que a nudez te vai despindo
E o teu corpo condescende sem protesto

Mal os ombros se desnudam surge o peito
Logo o ventre no desenho da cintura
Cada músculo detém o mais perfeito
Movimento em sincronia com a ternura

Já as ancas se arredondam e projectam
Sobre as coxas, sobre os vales, sobre os montes
Onde as vidas noutras vidas se completam
Quando o tempo é um sorriso ou uma fonte

Fica a roupa amontoada junto aos pés
Quer dos teus, quer dos da cama que sou eu
Estende a mão, apaga a lua que a nudez
Do teu corpo fica acesa sobre o meu

(Letra de Rui Manuel; Música de Alfredo Marceneiro) Posted by Picasa

sábado, março 11, 2006

UM FADO














JÁ ERA TARDE

Já era tarde quando o fado conheci
E sem alarde quis falar-lhe da saudade
Mas na verdade para me lembrar de ti
Do grande amor que vivi
Era tarde, muito tarde.

Pedi ao fado que me desse outro caminho
Ficasse ele com a saudade
Que eu queria ficar sozinho
Ele respondeu
Que o pedido era escusado
Porque o fado e a saudade andavam de braço dado

(letra de Aníbal Nazaré - música de Max) Posted by Picasa

domingo, março 05, 2006

sábado, março 04, 2006

NAU CATRINETA II




1965, na Nau Catrineta, em Alfama, podia ouvir-se a voz de Berta Cardoso "A Soberana do Fado", mas também as vozes de Natália dos Anjos, Natalina Bizarro, Fernando Manuel e Adelaide Rodrigues.

As Mulheres...













A citação possível depois duns J. Walker...

Boa pergunta

















Hã?...
Ah, pois !...