sexta-feira, agosto 05, 2005

Mostrar quem manda


Domínio Posted by Picasa

Na arena, é necessário respeitar o terreno do outro;
domina o que melhor souber usar a cabeça.
Felizmente que, na maior parte dos casos, é o touro que "baixa a cabeça" ou tenta fugir da sorte; é o homem que, de joelhos ou em viagem, pára o touro. E digo felizmente porque, embora goste muito de animais, gosto mais dos da minha espécie (embora nem sempre mereçam...) e por isso me apraz recordar que a "força" do pensamento é capaz de vencer a força bruta...
Isto para dizer que o que se passa numa arena não é, como alguns afirmam, uma luta desleal e bárbara, cujo objectivo é a imolação do touro e para dizer também que os toureiros não são os selvagens do século e nem os aficionados se encontram entre os serial killers que a civilização produziu...
É incontestável a beleza plástica do espectáculo. Devo confessar, no entanto, que, para mim, seria perfeito se não fosse necessário castigar o touro... às vezes, aquele sangue incomoda-me, mas também é verdade que mais me faz admirar o animal que continua a lutar e não se dá por vencido, mostrando a sua nobreza...
Finalmente, lembrar que os toiros bravos são criados unicamente para este fim e que, se acabarem as corridas, provavelmente esta espécie será "descontinuada"... É verdade que, em Espanha, acabam mortos na arena e que, durante a lide, se pica o toiro, mas também é verdade que só vai ver o espectáculo quem quer... Lembrar também que os boizinhos e vaquinhas de que comemos o belo bife ( sem reclamações nem manisfestações desses grupos de apoio aos animais), esses animaizinhos são violentamente tratados e explorados, nomeadamente as fêmeas que são transformadas em "fábricas de leite" e reprodutoras intensivas, acabando as suas tristes e breves vidas no matadouro, onde são abatidas sem dignidade e muitas vezes esfoladas ainda meio vivas... E isto, senhores defensores dos direitos dos animais, é carnificina ou não ? O abandono de animais, a criação intensiva, o treino que inclui maltratos, etc., etc., serão também objecto das preocupações dos amigos dos animais?.... Ou será que só a tourada os incomoda !?..........
Seria bom que os amigos dos animais se manifestassem menos e actuassem mais - que arranjassem estruturas para abrigar os abandonados e tratar os doentes e pensassem em formas de impedir efectivamente o abandono e maltrato dos animais, bem assim a proporcionar uma vida de menos sofrimento e uma morte menos violenta a todos os animais cujo sacrifício diário contribui para a sobrevivência da nossa espécie.
Depois, poderemos então falar das touradas!...
E agora, a solicitação ministerial, vou arregaçar as mangas que o País está a arder e não há quem consiga apagar este INFERNO. Este é um espectáculo doloroso que todos somos obrigados a ver, cujas causas e consequências são enormemente gravosas para Portugal.
O que se está a passar é terrorismo puro e duro. Senhores ecologistas, senhores Verdes, há ecossistemas importantes postos em causa. Alguém anda a destruir Portugal, mas entretanto os portugueses vão a banhos e, como na sua maioria são citadinos, residentes ou em Olissipo ou em Oporto, nem se dão conta da dimensão da tragédia.
Se eu acreditasse em Ligas, Associações, Irmandades e o camandro diria assim:
Aceitam-se inscrições para constituir a Confederação dos Amigos de Portugal.
- 'Spera lá, Manel, que já te chego o balde d'água!...

5 comentários:

Anónimo disse...

Uma vez, há vinte anos, disee a Amália uma coisa, que a fez 'balançar'-Ela preparava-se para actuar na Praça de Touros da Nazaré, e estava a ver se , se lembrava dum fado sobre Touradas, para o incluir no alinhamento do recital. Eu insurgi-me logo e disse-'Sabe Amália, os fados do seu reportorio que eu abomino em completo são os que enlevam as Touradas. Quem mal fez a AMALIA EM GRAVÁ-LOS!'
A D. Amália oluou para mim e espantada, perguntou-me porquê.
Eu respondi-lhe: "Sabe D. AMALIA, há tradições e tradições. Só pelo facto duma coisa ser 'tradição' e fazer parte da cultura dum Povo, não quer dizer que essa mesma coisa seja benéfica e positiva. Se assim fosse, ainda estariamos no tempo dos Romanos, a assistir a lutas de morte entre gladiadores no Colosseum de Roma!"
Amália fechou os olhos por um momento, e disse:" Pronto, nada de fados sobre a Festa Brava!"
E desabafou:" Sabe que você fez nascer em mim uma nova leitura; eu sempre fui a touradas, gosto da Fiesta, da musica, da valentia do toureiro, da nobreza do touro. Mas realmente nós temos de evoluir...e isto de estar..."e calou-se. Voltou a repetir: "OLhe, eu faço-lhe a vontade, nunca mais canto fados de touradas e toiros, mas não posso deixar de ir aos Touros, é que me convudam sempre..." adiantou Amália, meio receosa.
Este episodio foi real, e efectivamente penso que o reportorio de Amália incluindo aquele filme horroroso SOL E TOIROS, só manchou a carreira brilhante da Artista.
A Tourada devia ser banida!
Quem é que foi perguntar ao touro se queria ser espetado ?
Pode o homem para divertimento cometer a veleidade de fazer sofrer um animal?
Quanto a mim, toureiros e todos quanto de alguma maneira promovam essa 'Não-Arte' são criminosos de delito comum!
Tenho dito!!!!

Valeria Mendez

sou eu disse...

A tourada nunca é uma luta desleal. E porque é que andam sempre a perseguir os amantes dos touros e touradas. Vão-se se catar!

sou eu disse...

digo:

vão-se catar

Anónimo disse...

Para SOU EU
Com que netão a tourada é uma luta leal!? quer dizer que alguem faliou com o touro e ele falou e disse que queria ser espetado!
Vá-se catar vocE!!!!!!!!!!
Valeria Mendez

Anónimo disse...

CALMA! Não vão fazer uma Hiroshima por causa de uma tourada !............