quinta-feira, agosto 25, 2005

CURIOSO !!!

A pedido de uma amiga minha, fui ontem à Farmácia mandar aviar uma receita que lhe fora passada. Após ter aviado os medicamentos e feito a leitura dos respectivos códigos de barras, a técnica introduziu a receita numa maquineta acoplada ao micro computador, posto o que me solicitou que assinasse o verso que tinha sido impresso. Hum, coisa nova, pensei eu. Por isso, antes de assinar, detive-me a observar o que a máquina escrevera : Identificação da Farmácia; nº de documento para facturação ao SNS; datas da venda e da receita; nome, quantidade e preços dos medicamentos fornecidos com os respectivos códigos de barras; logo a seguir, o seguinte texto: «Declaro que me foram dispensadas as 4 embalagens de medicamentos constantes da receita e prestados os conselhos e informações sobre a sua utilização. O utente ________________ » .
Por graça, perguntei, então, à técnica se os medicamentos eram de graça, uma vez que me pediam que assinasse uma declaração de dispensa de medicamentos... Claro que não ! os medicamentos continuam a ser comprados pelos utentes e vendidos pelas farmácias! De graça, só mesmo estas "boutades" com que a nossa Administração teima em nos brindar diariamente!...
Claro que não assinei, sem antes ter emendado o texto.

2 comentários:

sou eu disse...

há muito tempo que não precisas de medicamentos, isso é bom... e eu a pensar que já não reclamavas (emendavas) tanto!! e quando precisas ser operada? tu ou alguém assina um papel em como se responsabiliza pelo que os medicos vão fazer...

Anónimo disse...

ainda não me tinha acontecido...
talvez pq. pertença a um sub sitema de saúde mas essa de que os medicamentos foram dispensados...
não lembra ao diabo, que mal tratada anda a língua portuguesa e ao mais alto nível, eles não deviam trabalhar até aos 65 anos mas antes voltar rapidamente à escola primária, levar umas boas reguadas e escrever 100 vezes o significado da palavra dispensar .
mais não digo