segunda-feira, junho 27, 2005

LENA

São poemas como este, a seguir transcrito, que fazem parte da herança de quando o Fado era Fado...
Da autoria de João Linhares Barbosa, para o repertório de Berta Cardoso

Lena

Todos conhecem a Lena,
Mas talvez que valha a pena
Sua história recordar:
-A Lena não era assim,
Tinha uns lábios de carmim,
Levava o dia a cantar.

Mas o «Necas Marinheiro»,
Rapaz guapo e brejeiro,
Que de amor lhe dera prova,
Roubara-lhe essa miragem
Porque não veio da viagem
Que fez lá p'ra Terra Nova.

Pobre Lena! Debruçada
Na sua água-furtada,
Que é virada aos oceanos,
Diz-se que morre de amor
À espera do pescador
Que partiu há muitos anos.

Mas o lugre «Boa Sorte»
Não voltará mais do Norte,
Perdeu-se no mar sem fim...
É uma história bem pequena,
Mas tenham pena da Lena,
Que a Lena não era assim...

(1937)

3 comentários:

Anónimo disse...

Confesso que já conhecia há muito o Linhares Barbosa, mas só das coisas que ele escreveu para a Amália e a Herminia...
Descobrir este Linhares d'outras fadistas e em especial da Berta Cardoso, dá-me uma sensação de regredir no tempo das Severas de outros fados, e duma Lisboa encantadora e popular...
Quanto ao que escreveu no meu blog, tenho a dizer-lhe o seguinte:
1º-Não diaga que nada sabe sobre Fado. Eu sou fadista e nem sabia o autor do Triplicado e foi você que me ensinou!
2º- Reitero a importância que dou às suas opiniões, pelo que tenho lido aqui no seu blog, que revela uma pessoa com uma sensibilidade excepcional, um conhecimento especial sobre Fado, e uma lucidez que cada vez mais é-nos necessária, neste mundo actual de aparencias e ilusões...
3º-Ai Amiga, não terei assim tantas décadas a mais. Já faço parte do club dos 40! (Infelizmente!)
Já posso cantar a Ternura dos quarenta do Paco!Poderia! Mas não tenho ainda coragem para o fazer...

Abraço
Valeria Mendez
(Funchal)

sónia disse...

Cheguei a este blog através do blog da fadista valéria mendez que leio com alguma regularidade. Sou uma amante de Fado embora saiba muito pouco sobre o mesmo, mas quero aprender! E é por isso que vou continuar a visitar este seu Fado Cravo - gostei muito! Sónia

Fadocravo disse...

Não querendo transformar este blog numa Escola do Elogio Mútuo, não posso deixar de agradecer à Valéria e à recém-chegada Sónia as palavras de apreço que espero nunca vir a desmerecer.
Espero poder surpreender-vos agradavelmente muito em breve.
Abraços
Fadocravo