terça-feira, junho 28, 2005

CINCO MAGNÍFICOS


Grupo Artístico de Fados Posted by Hello
Em tournée pelo Continente Portuguez e Ultramar(1933)

Da esquerda para a direita:
as cantadeiras MADALENA DE MELO e BERTA CARDOSO
os guitarristas JOÃO DA MATA e ARMANDINHO e o viola
MARTINHO D'ASSUNÇÃO

7 comentários:

Anónimo disse...

POis olhe: Eu ainda tive o prazer de ter cantado três vezes com o Prof. MARTINHO D' ASSUNÇÃO!!! Parece mentira mas é verdade. A ultima vez é que não me saí nada bem, muito pelo contrário, mas disso falo no meu pos "O homem dormindo no chão", mas já não sei a data em que o editei.
E tenho um disco de Fado Classico em qyue a Madalena de Melo canta alguns fados, ao lado doutros da época.
Grande MArtinho d' Assunção!!!

Valeria Mendez

Anónimo disse...

E esqueci-me de dizer que ARMANDINHO foi talvez o mais importante musico de Fado de todos os tempos.Cabe a ele, a maioria das designações dos fados tradicionais que conhecemos...
Ah e fui ver a data em que narrei o meu terceiro espectaculo dom o Martinho d'Assunção: Post de 17 de Dezembro Titulo: Um Fiasco em Palco ou o Homem dormindo no chão.

Valeria Mendez

Anónimo disse...

Gostava que comentassem a expressão
«O FADO é Qu/induca e o VINHO é qu/instrói»
dsfpoa

Anónimo disse...

Pois é!
Ó dsfpoa!
Já não ouvia isso desde os tempos da outra senhora.......que Deus já lá tem.
Tudo é cultura mesmo o fado e o vinho.
Devíamos seguir o exemplo dos nossos vizinhos espanhóis que têem orgulho no seu flamenco!E que o estudam em academias.
Mas nós gostamos de achincalhar o q. é nosso não é?
«O FADO é Qu/induca e o VINHO é qu/instrói» não tem comentários
até breve
rmas

O Fado é cultura e o Vinho também.E mais não digo.



corrompendo a linguagem ...para achincalhar o

Anónimo disse...

essa frase é uma tirada de Revista!!!
E pegando nela em muitas ocasiões o Fado educou muita gente. Não fôra o Fado e a Amália por exemplo nunca teria tido chance de conhecer os grandes Poetas. Até comigo passou-se o mesmo. Houve grandes Poetas e grandes Poemas que eu descobri atravès do Fado.Quanto ao vinho, não sou grande apreciadora, mas ainda hoje éle é uma das causas porque se fala de Portugal no estrangeiro. O Vinho do Porto por exemplo, é uma das marcas mais prestigiadas e coloca Portugal na primeira linha de apreciação. Tal como a Amália, o Eusébio (goste-se ou não de futebol), Fátima (sendo-se crente ou não), Saramago (gostando ou não gostando dos seus livros), e muitos poucos mais...

Valeria Mendez

DFPOA disse...

Mas é que está mesmo bem visto - de facto, o fado é qu'induca e por falta de se não cultivar o fado é que provavelmente há agora uma grande falta d'inducação; e o vinho é qu'instrói - mas é que nem duvides! quem acredita que esse papel compete mais à coca-cola, deve acreditar tb. no pai natal...De resto, todo o português (e tb. algumas portuguesas, pois claro, que tb. são filhas de Deus, ora essa...)que se preze gosta com certeza de Fado, Toiros, Vinho (particularmente,o tinto)e Mulheres, resmas de Mulheres...
Eh!Eh!Eh!

Anónimo disse...

olhe, eu sou fadista e sou contra toda e qualuqer forma de tourada! Parece que isto responder-lhe-á ao seu azedume!
E fique sabendo: Foi com o Fado que eu aprendi que ixistia um Régio, um Alexandre O'Neil, ou um Ary dos Santos! Admito que haja outras maneiras de apreciar e aprender Poesia.A minha foi o Fado, a sua provávelmente foi a leitura...nem todos nascem em berços d'oiro...e a Poesia é para todos!Ou não?
Valeria Mendez