quarta-feira, julho 27, 2005

Esta noite choveu prata

...ou ouro, ou diamantes...

Quando acordei, só me conseguia lembrar da letra de um fado que diz assim:

Esta noite choveu muito
nas pedras da minha rua
depois vi nelas a sombra
que me parecia ser tua
Esperei que subisses a escada,
mas teus passos não ouvi
Lá fora, as pedras molhadas
pareciam chorar, chorar por ti.
... .... ....
De Eduardo Damas e Manuel Paião, criação de Fernanda Maria, mas que ouvi muitas vezes na voz de Flora Pereira, muitas noites no Nónó, um lugar que já teve o melhor elenco de Lisboa e onde "já fui muito feliz", como diz o Malato.

Hoje estou feliz porque choveu e por ter saudades daquele passado
Por isso, meus queridos, vos desvendo a autoria das quadrinhas do post anterior - são do nosso querido e genial poeta FERNANDO PESSOA.
Quando eu estiver ainda mais feliz vos direi a quem dedico a segunda ...
UM BOM DIA, se puder ser, ÓPTIMO!

4 comentários:

Anónimo disse...

B'dia, B'dia, B'dia!
Mas que felizes estamos!
A chuva desta noite apenas representa uma gota de água no oceano...
A propósito... não me lembro desse fado!
O nosso fado é outro!
xi corações!
E um magnífico dia com muita chuva!
ics(x)

Anónimo disse...

ics(x)
provavelmente repórter x
cujo fado será outro, mas fado na mesma
eu lembro: gota a gota se vai enchendo a marnota...
bem, podia ter saido melhor!
Muitos xis molhados

sou eu disse...

Estou feliz! Estou feliz! Anda por aí passarinho novo...

Anónimo disse...

La lluvia llega de noche
agua bendita que aleja
todos los males de mi tierra...

assim reza uma canção popular da serra de Merida, Venezuela.

Valeria Mendez