quinta-feira, janeiro 28, 2010

FLORA SILVA - "Janelas do rés-do-chão"

VÍDEO DE HOMENAGEM

video

OU

http://www.youtube.com/watch?v=Dh0aNLd9Z0I

e também

http://www.adiaspora.com/_port/ola/evento/2006/fados.htm

http://videos.sapo.pt/mPM1O1zEGeoz3G7UZzRc

http://www.adegamesquita.com/fado.htm

Para lembrar Flora Silva, escolhi uma letra de J.Linhares Barbosa (mais uma vez...), com música de Alfredo Mendes, um fado que nos vem recordar como era "diferente o amor em Portugal"!...

Conheço-os bem, ele e ela / Trato-os por tu, sei quem são, / Namoram numa janela / Dum modesto rés-do-chão / O parapeito é baixinho / Tão baixo que dá ensejos / Ao ouvir-se um burburinho / Duma corrida de beijos

Mas se no céu, lá em cima / Surgem da lua as feições / Um parzinho que se estima / Arranja mais uma rima / Uma rima de ilusões

Não há no mundo, talvez / Mais alegre comunhão / Que o namoro português/ Nascido no rés-do-chão

Por esta Lisboa fora / Venham de noite comigo / P'ra ver como se namora / Na moldura dum postigo / Quando as sombras põem negras asas / E as ruas são escuras / A luz que há dentro das casas / É que dá cor às molduras

As janelas são vitrais / Cortinas, rendas de espuma, /As vidraças são cristais / As bocas juntam-se mais / E as duas vidas são uma

Não há no mundo, talvez / Mais alegre comunhão / Que o namoro português / Nascido no rés-do-chão

3 comentários:

jaume disse...

Não deixa se surpreenderme nunca este Linhares Barbosa. A sua facilidade para fazer os versos que ficam simples e dizem tudo.
Beijinho e obrigado pelo post
jaume

Anónimo disse...

Surpreendente o Linhares e voltar a ouvir esta voz. Infelizmente não há Associação, Academia, Museu, Candidatura ou quem quer que seja que proponha fazer um painel no Museu do Fado ou na Fonoteca sobre esta senhora, grande fadista!
Lamentavelmente quando morreu o Diário de Notícias trocou-lhe a fotografia.
Bem haja quando a imprensa fala do fado e dos fadistas. Um dia alguém fará justiça à Agência Lusa, ao trabalho do Rui Vieira Nery no Expresso, tão longe dos que agora deitam postas de pescada que nem carapau de gato são!
Fernando Fontes

Fadista disse...

Bjinho, Jaume!
Obrigada pelo coment.