domingo, dezembro 13, 2009

AMÁLIA RODRIGUES - "Vi o Menino Jesus"

VÍDEO DE HOMENAGEM

video

OU

http://www.youtube.com/watch?v=ujS8_OlanME

Reposição do verbete de 28.12.2007, com vídeo "melhorado", que, então, mereceu o seguinte comentário do meu desaparecido ciber-amigo "aideuseué": «Ao sentimento que Amália coloca nesta interpretação não é alheia a devoção que a fadista tinha. Lamentavelmente muitas procuram copiá-la, outras mais insanas ainda ultrapassá-la, mas nenhuma honrá-la cantando bem o fado tal como o sentem sem outros apetrechos ou malabarismos. Que saudades Amália!!!!! aideuseue@yahoo.com»

E eu, que saudades tenho dos seus comentários, meu caro Trovador! Ai Deus e u é ???...

Esta Cantiga ao Menino Jesus tem música de Carlos Gonçalves, sendo a letra de Amália Rodrigues, bem como a interpretação.

Que Nossa Senhora encha de rosas este nosso Natal!...

8 comentários:

Luís Maia disse...

Olá Maria

Tenho andado por aqui a ver bem, alguns posts que perdi. Espero que não se zangue comigo a intenção é boa mas penso que lá para trás num post do não pases com ele à minha rua cantado pela Adelina Fernandes julgo que onde se diz que o fado é do Casimiro Ramos, penso que se trata do fado Alberto do Miguel Ramos. Irmão irmãos negócios à parte.

Estou certo ou errado como dizia o outro ?

Luís Maia disse...

lá estão as gralhas não é a Adelina Fernandes é a Adelina Ramos que eu queria dizer

MLeiria disse...

Olá, Luís
Acerca da sua questão, a única coisa que posso garantir-lhe é que o nome indicado no fonograma é o de Casimiro Ramos...
A "novidade", no meu post é o facto de a letra se intitular originalmente "Foste meu" (c/ doc a atestar e tudo...), e não "Não passes com ela à minha rua", como posteriormente veio a ser e ficou conhecido. É possível que a mesma fonte se refira igualmente ao autor da música...
Cumprts e bons vídeos!

Anónimo disse...

Confirmo que a música desse fado é de Casimiro Ramos.
Também consta no meu fonograma.

Luís Maia disse...

Claro que é um detalhe, mas pode ser gralha da editora do fonograma, hoje acontece imenso o que acho imperdoável falta de respeito pela autoria dos fados.

O meu ouvido continua a ouvir o fado alberto naquele fago e daqui a pouco já vou publicar lá no meu poiso um fado alberto só para conferirmos na desportiva

Um abraço fadista aos dois

Fadista disse...

Não é um "detalhe"; a autoria, quer seja da letra, quer da música, é assunto da máxima importância, a que já aqui tenho feito chamadas de atenção, mas que, parece, a que quase ninguém liga!... experimente ouvir a rádio especializada em fado... ouviu identificarem a autoria de algum fado? eu também não! vá a um espectáculo de fado, a uma casa de fados... o mesmo se passa! Por vezes anunciam o fadista e, mesmo assim, nem sempre...
Lembra-se do "caso Versículo"?... qual a sua opinião?
O meu ouvido continua a ouvir, naquele fado, o "Fado Velho com complemento de versículo" e, contudo...
É claro que o Fado Alberto é do Miguel Ramos; pelo menos, é essa a indicação constante dos (poucos) livros de referência; agora, será este o Fado Alberto, como seria aquele o Versículo? Essa, meu amigo, é uma boa questão para colocar aos muitos reconhecidos peritos em Fado que por aí pululam e nos quais não me incluo.
No entanto, agradeço que tenha levantado o problema o que me dá ensejo de, mais uma vez, referir a questão do respeito pelas autorias. Já agora, a título de curiosidade, indico os seguintes registos do "Não passes com ela à minha rua":CD Fados do Fado, canta Adelina Ramos, autores: C. Conde e Casimiro Ramos; CD da Ediclube, os mesmos, com excepção do autor da música, indicando-se ser o Fado Alberto, de Miguel Ramos; CD-G.Fados G.Vozes, canta Fernanda Mª, volta a ser indicado Casimiro Ramos como autor da música, o mesmo acontecendo com o EP da Alvorada... Como vê, meu amigo, não é fácil!...
Saudações Fadistas!

Luís Maia disse...

Completamente de acordo incluíndo as criticas que aliás já algumas vezes referi aos próprios quando apanho a jeito fadistas ou apresentadores.

Lembro-me a primeira vez que fui ao Painel do fado, tive que perguntar ao empregado de mesa, como se chamava uma jovem fadista, que tinha acabado de ouvir. Ele disse-me era a Teresa Tapadas.

Quanto ao resto ninguém diz se quer o nome do fado que estamos a ouvir muito menos os autores.

as gralhas das editoras nem se fala.

mas vamos aguentando é o nosso fado

um abraço

Anónimo disse...

O Trovador está vivo.