sexta-feira, janeiro 23, 2009

JORGE BARRADAS - "Motivos sobre a saudade"















Jorge Barradas, outro amigo que recordo com saudade interpreta, no Fado Carriche, esta letra de T. Silva.



Quando a saudade vier
Morar dentro do teu peito
Então é que vais saber
Todo o mal que me tens feito

Não sabes avaliar
A dor que o meu peito sente
-Porque é que vamos gostar
De quem não gosta da gente?

Saudade, poema lindo
É como a rosa em botão
Quanto mais se vai abrindo
Mais perfuma o coração

Perguntaste o que é saudade
Meu amor, vou-te dizer
- Saudade é tudo o que fica
Depois de tudo morrer

A saudade foi-se embora
Não voltaste naquele dia
E eu sinto saudade agora
Da saudade que sentia.

Com apenas 9 anos, em 1948, Jorge Barradas e Mª Amélia Marques, actualmente, Mª Amélia Proença - http://fadocravo.blogspot.com/2008/07/m-amlia-proena-campinos.html, são considerados a revelação do grande Concurso de Portugal, interpretando o tema que Carlos Conde escreveu propositadamente para eles, "A maior das simpatias".

VÍDEO DE HOMENAGEM

video

4 comentários:

J.B. disse...

Prestemos uma sincera homenagem, embora póstuma, a Jorge Barradas;intérprete fadista, músico e compositor.Lisboeta que viveu 24 anos na cidade do Porto e amou a sua gente trazendo de lá a Fernandinha que lhe deu um rebento maravilhoso.Além de bom músico, bom cantor e excelente compositor esse amigo que foi aluno piloto da Força Aérea era um formidável.
companheiro entre os seus pares.

J.B.

Anónimo disse...

Bons Dias . Eu como Sobrinho deste grande senhor fico feliz por prestarem uma homenagem a este grande homem , pena estas homenagens serem tao vagas e nao chegarem a todo lado ... mas um bem aja a todos que ainda se lembram deste grande senhor.

francisco parraguez disse...

Casualmente passei por aqui, e quero deixar-te uma palavra de saudade. Estive hoje com o Pedro Machado e falámos sobre os belos tempos dos 3 de Portugal - tú, o Zeferino, o Pedro e o restaurante Folclore do Leonel Coelho. Adeus amigo.

DULCE RUBIO disse...

Sou prima de Jorge Barradas que eu admiro mas que infelizmente eu nunca conheci porque cresci en France mas minha avó me falava de seu querido primo Jorge et minha mãe (que nasceu em 1936) brincou muitas vezes com seu primo Jorge que ela adorava.O pai de meu primo Jorge que se chamava Joel,era irmão de minha bisavó materna!
Minha avó(Felisbela Barradas) antes de "partir" nos deixou algumas photos de nosso querido primo Jorge et uma revista dos anos 60 que é uma reliquia sobre a vida dos " Três de Portugal"onde eu descobri que meu primo tinha um filho que deve ter minha idade.Eu nasci en 1956.Eu mais nada sei sobre a vida et carreira de meu primo porque eu vivia no estrangeiro!
Mas eu acho que ele era um grande poète et ele tinha uma linda voz mélodieuse!Estou muito triste et inconsolavel por ele ter partido tão cedo!
Ele merecia uma grande homenagem et seria un lindo espectaculo de fados na television.Este pays non sabe reconhecer o talento de seus artistas!É révoltant!
Que meu primo Jorge descanse em paz et que seu Anjo da Guarda o proteja!Nunca o esqueceremos et ele ficará sempre nos nossos corações!

Eu deixo meu contact facebook:Dulce Rubio