domingo, junho 13, 2010

FLADO - "Fado de amor e pecado"

VÍDEO DE HOMENAGEM

video


Outra inevitável associação, a do mais recente Album da Ana Sofia Varela, que dá voz a composições da dupla João Monge e João Gil, igualmente autores do tema editado no Album Cristal (1996), pela banda Alma, perdão, Ala dos Namorados, "Fadodeamor e pecado", tema superiormente interpretado por essa voz de Castrato, registo único no panorama musical português, a de Nuno Guerreiro e pela notável cantaora de flamenco, Carmen Linares .
É curioso verificar que a "Ala dos Namorados" (1993 - 2008) quase sempre incluiu, nas suas edições discográficas, temas como este a que, possa embora ser discutível a sua essência fadística, se deu o nome de Fado; lembro o "Fado da rádio", "Fado de cada um", "Fado siciliano", "Mistérios do fado"... E porque não, Fado?... Se bem que, neste preciso caso, eu diria FLADO, de tal modo o Fado e o Flamengo tão bem se casam... Por falar em casamento, nem de propósito, a assinalar o dia de Stº António, o casamenteiro, das suas Noivas casadas a rigor e com o rigor que manda a Tradição... será?!
Fadodeamor e pecado... Haverá algum fado que não seja de amor e algum amor que não seja pecado? Amar é sempre pecado?!... amar em pecado é que já vai sendo difícil!... Apenas resta o próprio Amor como objecto de transgressão... dirão alguns -que saudade dos beijos roubados, dos namoros às escondidas, que era assim quase como um jogo, a ver quem mandava mais, se o poder de quem julgava tê-lo, se o poder do sentimento!... Mas, enfim, "todo o tempo é feito de mudança" e isto da Liberdade é como o Fado, é mesmo muito complicado... não errarei se disser que, entre os que repudiam a legalização de certos casamentos e os que a aprovam incondicionalmente, haverá os que, tendo-a desejado, se lastimam agora de lhes terem roubado a Liberdade de serem marginais!... Isto, há gente para tudo, mas também esta coisa dos casórios nem tem nada a ver com o tema que aqui se apresenta, o Amor... isso, é outra coisa!...
"O vento passa por nós e o resto é o mar"

6 comentários:

Raul Nobre disse...

Acabo de ouvir. Ainda tenho a emoção à flor da pele para tecer comentários. O seu sentir é o meu sentir. Os comentários ficam para mais tarde.

o escriba disse...

Lindo (ponto final)


Um abraço
Esperança

MLeiria disse...

Obrigada pelo seu testemunho, Raul. É bom saber que há quem sinta como nós... estamos sintonizados!
Venham lá esses comentários...

MLeiria disse...

Obrigada, Esperança.
Abraço
O.

jaume disse...

Muito bom o tema "misturado" com o flamenco e o fado. Desculpe não ter feito comentários até agora, nem sempre o tempo dá para tudo. Conheci o tema por Ana S.V. e fiquei prendado dele desde o primeiro minuto, agora gosto também deste Flado... obrigado pelo post e pelas reflexões que nele se encontram, e é verdade o amor é outra coisa, muito provavelmente impossível de definir, só que tem uma força das maiores que possam existir.
...o resto é o mar.
até breve
jaume

Fadista disse...

Ora essa, amigo Jaume, está à vontade para comentar e não comentar, cf o tempo e a apetência determinarem :-)
Bjinho
O.