sexta-feira, maio 30, 2008

ALFREDO MARCENEIRO - "A Viela"



VÍDEO DE HOMENAGEM


Este continua a ser um dos meus fados preferidos, na voz do consagrado Alfredo Marceneiro (1891-1982).
Mais uma lição de Fado!
A VIELA

Letra – Guilherme Pereira da Rosa
Música – Fado Cravo de A. Marceneiro

Fui de viela em viela
Numa delas dei com ela
E quedei-me enfeitiçado
Sob a luz dum candeeiro
Estava ali o Fado inteiro
Pois toda ela era fado

Arvorei um ar gingão
Um certo ar fadistão
Que qualquer homem assume
Pois confesso que aguardei,
Quando por ela passei,
O convite do costume

Em vez disso, no entanto,
No seu rosto só vi pranto
Só vi desgosto e descrença
Fui-me embora amargurado
Era fado, mas o fado
Não é sempre o que se pensa

Ainda recordo agora
A visão que ao ir-me embora
Guardei da mulher perdida
A pena que me desgarra
Só me lembra uma guitarra
A chorar penas da vida

Acerca do fadista, o blog http://alfredomarceneiro.no.sapo.pt/
e o artigo em inglês http://fadous.blogspot.com/search/label/alfredo%20marceneiro

4 comentários:

Anónimo disse...

Minha Querida Amiga
Parabéns pelo excelente filme, imagens muito bonitas e muito bem montado.
Lembrar o meu avô, o Alfredo Marceneiro de todos nós, é sempre muito comovente para mim.
Um grande abraço fadista
Vítor

jaume disse...

Parabéns, só pena de não saber bem a língua portuguesa para poder dizer-lhe o que sinto ao ouvir este fado e reconhecer o jeito que tem para fazer os videos, as imagens a condizer com a letra....
parabéns outra vez.
um abraço
jaume

Okawa Ryuko disse...

O REI! E conseguiu um vídeo à altura!

Manuel Peralta Godinho e Cunha disse...

Uma maravilha!
Há fados que são eternos.