segunda-feira, novembro 14, 2005

Não pôde cantar, chorou!







O Velho Guitarrista
P. Picasso










Velho Fadista
Na Mouraria, uma noite, a fadistagem
cantava e ria, numa sã camaradagem
Saudosamente, ali estava ao nosso lado,
velho e doente, um fadista já cansado.

Quando cantei, dediquei-lhe, no Corrido,
uns versos em que falei num fadista já esquecido
Ele escutou, porém, notei-lhe no rosto
o seu amargo desgosto, quando o passado lembrou.

Ao terminar, ele, sorrindo com mágoa,
veio-me abraçar, com os olhos rasos de água
e, qual demente, desapertando a samarra,
nervosamente, abraçou uma guitarra.

A banza trina e ele encetou com fervor
uma cantiga em surdina no velho fado Menor
Não terminou, pois, com a alma em pedaços,
veio cair em meus braços, não pôde cantar, chorou!

(Letra: A.Vilar da Costa/ Música: Fado Modesto; Voz: Alcindo Carvalho)

2 comentários:

Anónimo disse...

Então e a berta cardoso??post sobre ela! ela é uma grande fadista e até agr pensei k este site fosse para a honrar

Paulo Nunes disse...

Olá.
É a Katia Guerreiro, no novo álbum, Tudo ou Nada.

Gostei do Blog.

Fica bem. Paulo