sábado, maio 09, 2015

LIS BOA


Um soneto a Lisboa, cujo "colo palpita ao som do Fado",

D.L.

Sem comentários: