sexta-feira, agosto 14, 2009

QUINITA GOMES - "Festa na Atalaia"


Queria muito aqui lembrar esta fadista e por isso me atrevo a fazê-lo com um registo fonográfico em mau estado (também, já não é o primeiro...), mas é o que tenho!...
Antes assim que nada, não é?
No verbete de 2 de Agosto de 2007 do Fadocravo, já eu tinha falado no nome da Quinita Gomes
http://fadocravo.blogspot.com/search?q=quinita+gomes , a propósito de uma ida ao Porto de uma representação fadista que Quinita integrou com, entre outros, o seu companheiro de então, o fadista Frutuoso França...

Hoje, lembro "uma das letras mais populares do repertório de Quinita Gomes", nome artístico de Joaquina Gomes, "Um passeio à Trafaria", da autoria do consagrado João da Mata, que foi também seu companheiro.

Quinita Gomes começou a cantar com apenas 8 anos de idade. A sua voz «velada e triste» fez-se ouvir na "Jansen", no "Solar da Alegria", no "Salão Artístico de Fados"... e no "Monumental", onde um dia se estreou uma outra fadista com apenas 10 anos de idade, Mariana Silva, "A Miúda do Alto do Pina", de quem foi Madrinha de Fado.

"Festa na Atalaia", assim se intitula este fado, que tem como autores João da Mata e Miguel Ramos, é do repertório e interpretado por Quinita Gomes

VÍDEO DE HOMENAGEM
video

6 comentários:

Ti Maria Benta disse...

Obrigadíssima! Adorei este fado. O som nem está assim tão mau, vá lá! E tem de ver que, nos dias que correm, este género de tratamento do som é bastante apreciado pelos adeptos do vinil. Há sempre aqueles que são do contra, certo?
Até breve!

MLeiria disse...

Eu é que agradeço, Comadre! Pelo coment, pela força e por gostar...
Até!

isto é espetaculo disse...

CONHECI BEM A DONA QUINITA QUE VIVIA ENTAO NO BAIRRO DA AJUDA ONDE EU FUI CRIADO
MUITAS VEZES A CUMPRIMENTEI ERA MUITO SIMPATICA E CANTAVA SEMPRE QUE LHE PEDIAMOS
DEPOIS DEIXEI DE A VER E SOUBE QUE TIVERA IDO PARA A CASA DO ARTISTA ONDE VEIO A FALECER TEMPOS DEPOIS

Anónimo disse...

ola!!!
agradeço desde ja pela homenagem que estao a fazer a minha bisavó quinita. sempre foi uma senhora com uma grande voz e presença. sim e verdade a minha"avó", como lhe chamava-mos faleceu em novembro de 2001 depois de viver uma temporada na casa do artista.muito obrigada mais uma vez por este momento de recordação.

Henrique Coelho disse...

Eu Henrique Coelho primo em 3º grau da Quinita Gomes gostei muinto desta homenagem assim como a minha irmã Amélia Coelho Sanches gostaria que alguém tivesse alguns fados dela gravados que me podessem dispensar inclusivo, museu do fado não encontro, agradecia que contactassem. Como a conheci pessoalmente em casa dos meus avós era eu miudo. Aqui deixo o meu contacto: 962685259 ou então por email: hcoelho-53@clix.pt

Anónimo disse...

como das melhores fadistas portuguesas deixou algumas das suas musicas e adorei a homenagem que fizeram-lhe beijinhos da bisneta.